Quinta-feira , 12 de Dezembro de 2019

MÍDIA CENTER

Agricultura vai realizar duas audiências no interior

Publicado em: 21/03/2006 20:14
Setor responsável: Diário Oficial

A Comissão de Agricultura aprovou ontem a realização de duas audiências públicas no interior do estado. A primeira delas vai acontecer no município de Barra, no próximo dia 29, e tem como objetivo discutir a Portaria 304, que estabelece uma série de normas para o abate e comercialização de carne bovina. A outra foi agendada para o dia 7 de abril, em Piritiba, e deve reunir pequenos produtores rurais e representantes do Banco do Brasil (BB), que vão debater o apoio à agricultura familiar no município.

A presidente do colegiado, deputada Jusmari Oliveira (PFL), destacou na sessão de ontem a importância do evento marcado para Barra. Ela contou que o Ministério Público está estabelecendo um prazo para que os municípios obedeçam as normas da Portaria 304. Isso significa, dentre outras coisas, que cada município deve construir um abatedouro público, com frigorífico, para que possa comercializar carne. "Acontece que cada abatedouro desse custa em média R$1,5 milhão. Qual é a prefeitura que hoje tem recursos para isso?", questionou a parlamentar.

Na avaliação de Jusmari, a responsabilidade de construir os abatedouros deveria ser dividida entre as três esferas de governo - municipal, estadual e federal. "E o menor percentual dos custos deveria ficar para os municípios, que têm menos recursos", reforça. De acordo com ela, o Ministério Público está exigindo que os produtores de Barra levem o gado para Barreiras, que fica a cerca de 400km, a fim de que seja abatido dentro das normas da portaria. "Isso é completamente inviável", garantiu ela, que vai procurar soluções para o impasse junto com o MP e produtores do município.

Em Piritiba, a Comissão de Agricultura terá outra difícil missão: viabilizar crédito do Banco do Brasil para que os pequenos agricultores do município possam produzir. Jusmari conta que, em Barra do Choça, o colegiado foi bem sucedido em intermediar um acordo entre produtores e o Banco do Nordeste - o que levou os agricultores de Piritiba a reivindicarem uma audiência com o mesmo objetivo. "Isso mostra a credibilidade que a Comissão de Agricultura tem no interior do estado, sempre atendendo àqueles que nos procuram", afirmou Jusmari.

Além da realização das duas audiências, o colegiado aprovou o apoio à realização do 1º Congresso de Agricultura Familiar do Oeste da Bahia. O evento está sendo promovido pela organização não-governamental Ponte para o Desenvolvimento e tem o apoio da Rede de Gestão Compartilhada e do Jornal do São Francisco. Jusmari explicou que, apesar da pujança do oeste baiano, os pequenos agricultores da região precisam de mais apoio.



Compartilhar: