Quarta-feira , 19 de Junho de 2019

MÍDIA CENTER

Nelson Leal diz que turismo na Bahia perde um 'destino de saberes', em moção de pesar a Gaudenzi

Publicado em: 05/02/2019 14:29
Setor responsável: Presidência

Vaner Casaes

Em moção de pesar apresentada à Mesa Diretora da Casa, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), deputado Nelson Leal (PP), disse que o turismo do Estado perde um 'destino de saberes', com a morte do economista e empresário baiano, Paulo Gaudenzi.

As consequências de um Acidente Vascular Cerebral retiram dos baianos e dos nordestinos um dos maiores destinos de saberes acerca do potencial turística da boa-terra”, exaltou o pepista, ao lamentar o falecimento do ex-titular da Secretaria da Cultura e Turismo do Estado, nos governos Antônio Carlos Magalhães e Paulo Souto, vítima de um AVC, nesta segunda-feira 4.

O chefe do Legislativo estadual salientou que Gaudenzi era um visionário e apaixonado pelo tema a que se dedicou a estudar com afinco. “Tanta dedicação o tornou uma referência regional e nacional, estando à frente de praticamente todos os planos estratégicos de incremento da indústria do turismo na Bahia por mais de quatro décadas”, explicou.

A peça legislativa ressalta ainda o protagonismo de Gaudenzi na construção do Centro de Convenções da Bahia e em outras relevantes iniciativas do setor, nos âmbitos público e privado. “Era impressionante sua capacidade de enxergar potencialidades, planejar, promover e divulgar destinos baianos para o Brasil e o mundo”, lembra.

Nelson Leal cita a formação das 13 Zonas Turísticas da Bahia, a criação da Salvador Destination – em que foi um dos fundadores e exercia a função de vice-presidente de relações institucionais -, do Projeto Ciranda de Negócios, do Plano de Interiorização do Turismo no Estado, entre outros

Presidente da Alba pontuou na moção de pesar as virtudes de Paulo Gaudenzi na formação de novos quadros na Bahia na busca do fortalecimento da indústria do setor. “Gaudenzi teve o cuidado também de socializar os seus saberes, através de cinco livros publicados e inúmeras conferências pelo Brasil e no exterior, além de consultorias a órgãos e empresas públicas e privadas”.

Nelson Leal elogiou também as qualidades pessoais e de homem público do homenageado. “Como ele se dedicou a divulgar nossas belezas naturais pelo Brasil e no mundo, pinçamos alguns adjetivos dos depoimentos dos amigos, como forma de perenizar suas qualidades pessoais nos anais da Casa: revolucionário, vanguardista, visionário, inovador, dedicado, carinhoso, sensível, competente, inteligente e maior referência.



Compartilhar: