Quinta-feira , 12 de Dezembro de 2019

MÍDIA CENTER

ALBA homenageia pastor Valdemar Costa e Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em: 13/11/2019 21:33
Setor responsável: Notícia

CarlosAmilton/AgênciaALBA
A Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) outorgou o Título de Cidadão Baiano ao pastor Valdemar Jacinto Costa, em sessão especial, nesta quarta-feira (13), que comemorou também os 68 anos da Igreja do Evangelho Quadrangular. A dupla homenagem foi uma iniciativa do deputado Pastor Tom (PSL). 

Pastor Tom anunciou a aprovação, no dia anterior, de projeto de lei de sua autoria (PL nº 23.090/2019) que institui, no calendário oficial do Estado da Bahia, o aniversário da Igreja do Evangelho Quadrangular, com homenagens e eventos de divulgação, a ser celebrado, anualmente, dia 15 de novembro. Elogiando a atuação parlamentar do proponente da sessão, o presidente Nelson Leal, que conduziu a solenidade de abertura do evento, fez questão de ler o projeto de lei e informar que encaminharia ao governador Rui Costa, na mesma tarde, para apreciação. 

Nelson Leal destacou que a homenagem alcança ainda os 50 anos de atividade da denominação na Bahia e seu presidente no Estado, pastor Valdemar Jacinto Costa, um “paulista baiano que já se incorporou à nossa querida Salvador”. A solenidade foi entremeada por apresentações musicais, como a execução do Hino Nacional pela Banda Militar da PM-BA, além de louvores cristãos. 

O deputado Pastor Tom citou números da igreja, baseados no último levantamento do IBGE: são 60 mil membros na Bahia e 700 igrejas; no Brasil, são 20 mil templos e mais de 3 milhões de membros. “E aqui, ela iniciou o trabalho social e de restauração de vidas em Feira de Santana, onde se espalhou pelo Estado e até hoje não para de se expandir”, disse o parlamentar, atribuindo o crescimento da igreja ao trabalho do pastor Valdemar Costa.

Após a concessão do título, entregue por familiares, o já cidadão baiano pastor Valdemar Costa subiu ao plenário para agradecer a honraria. “Dos 45 anos de meu ministério, 30 anos foram na Bahia. O sentimento de ser reconhecido como cidadão baiano é inesquecível. Não existe povo tão acolhedor. Por isso sinto-me lisonjeado em ser parte desta família a partir de hoje. Reforço que esse título vem selar o sentimento plantado em meu coração desde 1990, quando cheguei nessa terra e já me senti parte de vocês”, afirmou o líder religioso. 

Também participaram da cerimônia os deputados Luciano Simões Filho (DEM), Júnior Muniz (PP) e Aderbal Caldas (PP); o superintendente de tecnologia da Secretaria de Segurança Pública, tenente-coronel Marcos Antonio Oliveira; a esposa do deputado Pastor Tom, Ana Paula Costa; e os pastores da congregação Roberto Ramos (Conselho Nacional de Diretores), Nelson Fontoura, Milton Sales, Cosme Batista, Eurides de Oliveira, Aécio Moreno, Romilson de Jesus, Wilson Marques e Antonio Carlos Fonseca.


Compartilhar: