Quinta-feira , 27 de Fevereiro de 2020

MÍDIA CENTER

Aderbal propõe programa incentiva a doação de sangue antes do Carnaval e São João

Publicado em: 12/02/2020 16:14
Setor responsável: Notícia

DIVULGAÇÃO/AGÊNCIAALBA
O deputado Aderbal Caldas (PP) propôs a criação do Programa  “Jovem Doador”, a ser realizado na Bahia, anualmente, na última semana do mês de outubro e na última semana de maio,. Projeto de lei apresentado por ele na Assembleia Legislativa da Bahia com esse objetivo visa conscientizar os alunos do ensino médio da rede estadual sobre a importância de tornarem-se doadores regulares de sangue, visando aumentar o estoque da Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado da Bahia (Hemoba). Com isso, ele espera atender ao grande aumento da demanda durante as duas maiores festas populares da Bahia - o Carnaval e o São João.

“A direção da Fundação Hemoba tem uma preocupação que é constante durante o ano inteiro: a manutenção do estoque de sangue no nível ideal para atender a demanda que, em determinados meses, aumenta bastante”., observou Aderbal, na justificativa do projeto, pontuando que essa preocupação atinge o limite máximo quando se aproximam as duas maiores festas populares da Bahia.

Ele lembrou que, Carnaval e o São João, a grande concentração de pessoas nas ruas das cidades, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, o aumento de veículos que transitam nas rodovias, são alguns fatores que causam acidentes graves com vítimas necessitando de atendimento de urgência e, muitas vezes, de transfusão de sangue para evitar o óbito. 

Por isso, explicou Aderbal, em virtude da grande demanda durante os festejos, os hemocentros têm que dispor de estoque suficiente para atender os  acidentados que necessitam de procedimento transfusional.  “O doador voluntário é quem proporciona o aumento do estoque de sangue nos hemocentros e, consequentemente, é quem vai salvar muitas vidas através desse ato de altruísmo e amor ao próximo”, acredita ele.

Aderbal observou ainda que, além dos acidentes durante as festas populares, a doação de sangue representa a esperança de pessoas em condições delicadas de saúde, tais como as que sofreram grandes queimaduras, pacientes com câncer, pessoas submetidas a grandes cirurgias ou que passaram por hemorragias, os hemofílicos e anêmicos, entre outras. E lembrou que, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), apenas 1,7% da população brasileira é doadora. O recomendado pela entidade é de 3% a 5%.   



Compartilhar: