Segunda-feira , 06 de Julho de 2020

MÍDIA CENTER

Neusa defende medidas para preservar vidas dos profissionais da segurança e dos presos

Publicado em: 02/06/2020 20:58
Setor responsável: Notícia

Preocupada com as informações sobre o afastamento de 510 profissionais da segurança pública das atividades por conta do coronavírus, a deputada Neusa Cadore (PT) apresentou, na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), três indicações direcionadas às secretarias estaduais de Segurança Pública (SSP) e Saúde (Sesab). A parlamentar, em uma das proposições, quer que o Estado adote procedimentos regulares de higienização e desinfecção das delegacias e unidades policiais e também dos veículos.


Em outra indicação, a petista solicita o fornecimento regular de equipamentos de proteção para os profissionais da segurança pública, a exemplo de máscaras, luvas e álcool gel, além da adoção de protocolos de testagem rápida, mensalmente, e verificação diária de temperatura dos agentes. Neusa reconheceu as limitações da gestão, sobretudo diante da quantidade de testes necessários e da capacidade operacional do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), mas disse que é preciso direcionar mais recursos para atender essa demanda por novos testes.

A deputada destacou o esforço do Governo do Estado no enfrentamento da pandemia e a sensibilidade demonstrada com os profissionais que estão na linha de frente, mas disse que a adoção das medidas contribuirá ainda mais com a proteção e garantia dos direitos humanos. Ela lembrou que, esta semana, oito policiais civis foram afastados da Delegacia de Atendimento à Mulher, em Brotas, por suspeita de infecção do Covid-19.

A situação causa muita preocupação, tendo em vista a importância desses profissionais que atuam numa área essencial em nosso estado e da exposição ao contágio ao qual estão submetidos no exercício da profissão. Precisamos garantir a proteção dos agentes da segurança pública e da população”, defendeu Neusa que preside a Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da ALBA.


TESTAGEM

Em outra indicação, a deputada propôs que a SSP realize a testagem de todos “flagranteados” ou pessoas em situação de prisão, antes da entrada nos estabelecimentos prisionais, a fim de evitar a disseminação da Covid-19 nas unidades. Segundo Cadore, essas ações de caráter preventivo visam preservar a saúde de custodiados e as vidas dos trabalhadores do sistema prisional.

É fundamental a adoção dessas medidas, tendo em vista que esses locais podem facilmente virar foco de contaminação devido a alta rotatividade de pessoal. Além de proteger os agentes da segurança pública, é importante garantir que os novos ingressos no sistema prisional não coloquem em risco a população carcerária”, argumenta a deputada.




Compartilhar: