Quinta-feira , 26 de Novembro de 2020

MÍDIA CENTER

Anísio Teixeira deverá ser o patrono da educação na Bahia

Publicado em: 08/07/2020 20:08
Setor responsável: Notícia

O Projeto de Lei 23.931/2020, que começou a tramitar nesta terça-feira (7), na Assembleia Legislativa, tem como objetivo declarar o educador Anísio Teixeira como patrono da educação na Bahia. A iniciativa é do Poder Executivo. 

 

De acordo com a mensagem do governador Rui Costa ao presidente Nelson Leal (PP), trata-se de uma homenagem ao educador baiano que deixou legado de grande importância. 

 

Entre as contribuições, o chefe do Executivo cita “a formulação de conceitos fundamentais sobre o que designava de Educação Democrática”. Neste sentido, Anísio firmou a concepção da nova escola pública e da defesa da educação como indutora de desenvolvimento social, cultural e humano”. 

 

Na proposição, Rui Costa também lembra que foi o pensador baiano que propôs a universalização da educação nos níveis iniciais e a ampla oportunidade de acesso à educação superior, aliada ao uso intensivo das tecnologias educacionais mais atualizadas. 

 

Anísio Teixeira é referência sobre conceitos educacionais, tendo proposto iniciativas consideradas inovadoras até hoje, durante as décadas de 20 e 60 do século passado. Foi responsável pela reformulação da educação na Bahia e no Rio de Janeiro ao comandar a pasta da Educação nesses dois estados. 

 

Criou a Universidade do Distrito Federal em 1935, a Escola Parque em Salvador, na década de 40 e foi um dos fundadores da Universidade de Brasília, chegando a reitor. Afastou-se do cargo, após o golpe militar de 64, indo lecionar em universidades dos Estados Unidos. Já vivia novamente no Brasil há cinco anos, quando desapareceu misteriosamente em 1971. Seu corpo foi encontrado no fosso do elevador do prédio em que Aurélio Buarque de Holanda morava, a quem tinha visitado dois dias antes. 




Compartilhar: