MÍDIA CENTER

Colegiado promoverá debates sobre impactos do fechamento da Ford

Publicado em: 14/01/2021 07:42
Setor responsável: Notícia

A Comissão Especial para Avaliação dos Impactos da Pandemia da Covid-19 da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) teve sua primeira reunião ordinária nesta quarta-feira (13). O encontro foi comandado pelo presidente do colegiado, deputado Angelo Almeida (PSB), e reuniu parlamentares como Paulo Câmara (PSDB), Carlos Ubaldino (PSD), Fátima Nunes (PT) e Laerte do Vando (PSC).

A reunião realizada virtualmente aprovou convites a representantes da Ford no Brasil para discussão dos impactos do fechamento da fábrica em Camaçari; à Federação das Indústrias da Bahia (Fieb), para tratar das perspectivas referentes à atração de nova empresa para assumir a planta deixada pela montadora norte-americana; e ao Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari, para discussão da recolocação da mão de obra desempregada com a decisão da companhia.

Carlos Ubaldino lamentou a decisão da Ford por fechar a fábrica na Bahia, onde empregavam direta e indiretamente cerca de 11 mil pessoas, segundo o legislador. “Precisamos ouvir o CEO da empresa, a Fieb, o sindicato dos trabalhadores, no intuito de visualizar uma solução para os pais e mães de família que perderam o emprego em plena pandemia”, frisou.

A deputada Fátima Nunes também manifestou preocupação com a perda dos empregos e lembrou que a presença da companhia na Bahia alimentava uma cadeia de postos de serviços indiretamente. Na opinião da petista, o momento é de unir forças políticas para que o prejuízo possa ser amenizado. “Concordo também que devemos debater a questão da saúde, debater o impacto na educação. O Enem está aí, sabemos bem quem vai poder fazer essa prova. Muitos estudantes não tiveram infraestrutura em seus lares para as aulas remotas”, alertou.

SAÚDE

Os parlamentares também aprovaram o convite ao secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, por sugestão do deputado Paulo Câmara. “Essa comissão deve debater o viés econômico em sua forma macro, mas a gente não pode deixar de lado a questão da saúde na Bahia. Minha proposta é convidar o secretário Fábio Vilas-Boas para apresentar a esse colegiado quanto de recursos foi enviado pelo Governo Federal ao Estado. É uma pergunta que até hoje não tive resposta. Queremos saber como esse dinheiro foi usado”, assinalou.

O tucano também explicou que o titular da Sesab poderá informar como as emendas parlamentares cedidas por todos os deputados da ALBA foram ou estão sendo aplicadas no combate ao coronavírus. “Ele poderá nos dizer qual a projeção do Governo do Estado para gastos com a pandemia, se tem caixa, se não tem”, disse.

As propostas que constavam na ordem do dia, bem como a apresentada pelo deputado Paulo Câmara, foram acolhidas pela comissão especial. O presidente do colegiado, deputado Angelo Almeida, afirmou que como o Parlamento está em vias de entrar em recesso, retornando somente no início de fevereiro, vai se comprometer em manter o diálogo com os integrantes do grupo ao longo do recesso. “Estaremos trocando ideia com os colegas da comissão para definir o plano para a retomada dos trabalhos em fevereiro. Entre as possibilidades, está a realização de um seminário virtual com a participação de diversos atores envolvidos nas várias áreas de atuação contra o coronavírus”, sinalizou.



Compartilhar: