MÍDIA CENTER

Olívia Santana lamenta morte de Mãe Cotinha de Oxalá

Publicado em: 11/06/2021 08:04
Setor responsável: Notícia

A deputada Olívia Santana (PC do B) protocolou, na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), uma moção de pesar pelo falecimento de Mãe Cotinha de Oxalá. Maria Isabel Pereira Vargas tinha 99 anos de idade e veio a falecer no último de 7 de junho, vítima de um infarto.

Em seu documento, a parlamentar destacou que a religiosa era uma referência de conduta, exemplo de educação de axé a ser seguido e uma rica enciclopédia dos conhecimentos do Candomblé. “O Ayê perde uma de suas nobres filhas, a Agbá Lagba do terreiro Ilê Axé Oxumarê, e o Orum ganha um ancestral. Mãe Cotinha de Oxalá era a mais velha entre os mais velhos de um dos terreiros mais antigos do mundo”, lembrou Olívia.

Ainda segundo a deputada, a morte de Mãe Cotinha é uma daquelas perdas humanas, simbólicas e religiosas inestimáveis para a Bahia, para a comunidade do povo de axé de todo país e para todos aqueles e aquelas que respeitam a presença das energias divinas entre nós. “Uma senhora de poucas e sábias palavras, devotada ao axé, escolhida pela própria divindade regente da casa para ser aquela que cuidava de quem cuida, ela era a pessoa destacada para cuidar da liderança religiosa a frente do ilê axé Oxumarê, atualmente Baba Pêcê”, disse.

Olívia Santana ressaltou também o legado e o exemplo de Mãe Cotinha, que “sempre serão lembrados e reverenciados por todos adeptos e simpatizantes das religiões de matrizes africana”.




Compartilhar: