Quarta-feira , 29 de Junho de 2022

MÍDIA CENTER

Baianos marcam presença

Publicado em: 11/08/2005 10:38
Editoria: Diário Oficial

Zélia, com o filho João Jorge (Paulo Souto logo atrás), é conduzida ao plenário
Foto: null

As mais representativas autoridades baianas participaram da sessão especial e suprapartidária da Assembléia Legislativa que homenageou a escritora Zélia Gattai Amado com a cidadania baiana. O governador Paulo Souto compareceu à sessão, assim como a quase totalidade de seu secretariado, dos conselheiros das Cortes de Contas, desembargadores, acadêmicos e vereadores da capital.

Filhos e netos de Zélia e o irmão de Jorge Amado, James, que espantou os presentes com a sua semelhança com o irmão também marcaram presença. Esposas de autoridades, como dona Isabel Souto, esposa do Chefe do Executivo, dona Neuza Castro, do conselheiro Manoel Castro, e dona Zelma Ferraz, esposa do presidente Clóvis Ferraz, também participaram da homenagem.

Presentes ainda os comandantes militares baseados na Bahia, artistas plásticos, escritores, intelectuais, artistas de teatro e compositores que poderiam ter sido criados pela pena de Jorge Amado, como o repentista Bule-Bule e o cantor Riachão. Cinqüenta dos 63 deputados estaduais participaram da homenagem à escritora, mas senadores e deputados federais que haviam confirmado a participação ficaram impossibilitados de vir à Bahia por causa dos trabalhos das CPIs que apuram irregularidades na administração federal.

A Mesa de Honra dos trabalhos foi constituída pelo deputado Clóvis Ferraz, presidente da Casa; pelo governador Paulo Souto; pelo vice-governador Eraldo Tinoco; pelo ex-senador e presidente da Rede Bahia, Antonio Carlos Magalhães Júnior, que representou o pai, o senador Antonio Carlos Magalhães; pelo presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Manoel Castro; e pelo ex-prefeito da capital e ex-presidente da Casa, Antonio Imbassahy.

Compuseram ainda a Mesa o presidente da Academia de Letras da Bahia, professor Cláudio Veiga, o presidente da Fundação Gregório de Mattos, professor Paulo Lima, que representou o prefeito de Salvador, João Henrique; o primeiro e segundo secretários da Assembléia, respectivamente, deputados Vespasiano Santos (PFL) e Eliel Santana (PSC); e a coreógrafa e bailarina Márika Gidali, do Ballet Stagium, vencedora do Prêmio Nacional Jorge Amado de Literatura e Arte.



Compartilhar: