Quinta-feira , 30 de Junho de 2022

MÍDIA CENTER

Elmar destaca os méritos da homenageada

Publicado em: 13/12/2005 20:40
Editoria: Diário Oficial

Pedro de Deus, Ferraz, Weinberg e Elmar na mesa de honra durante a sessão especial
Foto: null
No discurso de saudação à nova cidadã baiana, o deputado Elmar Nascimento (PL), autor da iniciativa, fez um amplo histórico da trajetória de Regina Weinberg, mas começou lembrando como a conheceu. "Tive o privilégio de conhecer a Srª Regina Weinberg no ano de 2000, em meu município, em minha terra natal, em Campo Formoso, um daqueles municípios que tiveram a honra de ser  beneficiados pela Fundação Vitae, especialmente pelas mãos dela, quando o prefeito do município era o meu amigo ex-deputado José Santana. Ali foi construída, dentre tantas, uma belíssima escola rural, a Escola Rural Gilcina Carvalho".

Logo em seguida, o parlamentar afirmou acreditar que um país só se desenvolve com um investimento maciço na educação. E lembrou que um dos principais problemas  brasileiros, a corrupção, pode também ser combatido com o incentivo nesta área. "E nós temos aqui, na homenageada, um grande exemplo de incentivo da iniciativa privada à educação".

Nascida na Polônia, em 1929, e brasileira naturalizada desde 1943, segundo informou Elmar, Regina Weinberg, formada em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo desde 1975, dedicou-se durante alguns anos à tradução das obras de Martin Buber e Max Scheler do idioma alemão para o português.

Já em 1985, prosseguiu o deputado, ela participou da constituição da Fundação Lampadia, sediada em Liechtenstein, da qual é diretora e membro efetivo. "A Fundação Lampadia foi constituída originalmente pelo Conselho Diretor do antigo Grupo Hochschild de mineração e indústria, com um fundo de 250 milhões de dólares, e é responsável pela manutenção de três instituições na América do Sul ? Vitae, no Brasil, Fundación Andes, no Chile, e Fundación Antorchas, na Argentina -, dedicadas a desenvolver projetos próprios e a financiar projetos de terceiros no campo da cultura, educação e promoção social", destacou, observando o apoio às instituições culturais na Bahia e acrescentando que "dona Regina é daquelas pessoas imprescindíveis à humanidade".



Compartilhar: