MÍDIA CENTER

Adolfo Menezes vê de perto a extensão da tragédia no Sul

Publicado em: 28/12/2021 18:17
Editoria: Notícia

Ao lado do governador Rui Costa, o presidente da Assembleia destacou os esforços que estão sendo realizados para dar ?uma pronta resposta a este drama, a esta grande catástrofe que atinge a Bahia"
Foto: VannerCasaes/AgênciaALBA
O deputado Adolfo Menezes integrou a comitiva do governador Rui Costa na nova visita que fez, nesta terça-feira (28), às regiões mais afetadas pelas chuvas extraordinárias que se abatem sobre o território baiano neste final de ano, ceifando vidas, desalojando famílias, destruindo infraestrutura e causando prejuízos ainda difíceis de mensurar. “Uma tragédia que comove todo o país e ainda não acabou”, frisou. Solidário, ele representou a Assembleia Legislativa e acompanhou a ajuda às milhares de famílias atingidas pelas cheias dos rios Cachoeira e Almada, nas regiões Sul e Sudeste.



Quase meio milhão de pessoas foram atingidas pelas enchentes em cerca de 100 municípios, mas, entre inúmeras situações graves, a catástrofe é maior na área sobrevoada ontem pelo chefe do Executivo, que “in loco” viu a gravidade do problema e acompanhou de perto providências de socorro aos flagelados. Para o presidente Adolfo Menezes, a situação é estarrecedora, com rios se agigantando e inundando cidades com um rastro de destruição terrível e milhares de residências, lojas e empresas submersos com perda total de bens pessoais, estoques e equipamentos num sofrimento imenso, pois muitas vezes os flagelados sequer tiveram tempo para resgatar seus documentos pessoais.



Adolfo Menezes foi junto com o governador, o senador Jaques Wagner e outras autoridades civis e militares até a base de operações, montada pelo Poder Executivo, comandada pelo coronel Adson Marchesini, do Corpo de Bombeiros, onde esforços são realizados para dar “uma pronta resposta a este drama, a esta grande catástrofe, que atinge a Bahia e aos baianos”, acentuou. Ele lembrou que os 63 deputados estaduais baianos destinaram R$ 12,6 milhões dos recursos das suas emendas para ajudar diretamente os municípios e as famílias atingidas pelas enchentes e que a ALBA votou em menos de 24 horas um projeto do governador Rui Costa que possibilita socorro às vítimas.



Depois da visita do presidente Jair Bolsonaro e dos ministros João Roma, da Cidadania, e Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional, no início do mês, nesta terça-feira estavam na região os ministros da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Família, Damares Alves. Vários estados brasileiros estão encaminhando ajuda para as vítimas das enchentes, lembrou Adolfo Menezes. São víveres, roupas, colchões, equipamentos, bombeiros, aeronaves e dezenas de outros itens indispensáveis para os mais 16 mil desabrigados e mais de 20 mil desalojados.



Compartilhar: