MÍDIA CENTER

Neusa Cadore lamenta feminicídio em Ipirá e "cobra justiça"

Publicado em: 17/01/2022 17:54
Editoria: Notícia

Deputada Neusa Lula Cadore (PT)
Foto: AscomALBA/Agência-ALBA
A deputada Neusa Lula Cadore (PT) externou pesar e indignação pelo assassinato de Alessandra Souza Rios, conhecida como Sandra do Salão, vítima de feminicídio na madrugada desta segunda-feira (17), em Ipirá, no Território Bacia do Jacuípe. Informações amplamente divulgadas na mídia apontam o autor do homicídio como Carlos Judeu, seu ex-marido e pai das duas filhas gêmeas, que presenciaram o crime. Alessandra foi vítima de disparo de arma de fogo. Ela chegou a ser levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu.


Neusa Cadore lamentou o ocorrido e cobrou justiça. “Repudiamos todo e qualquer tipo de violência, ódio e preconceito contra as mulheres. Nossa inteira solidariedade aos familiares, amigos e às mulheres de Ipirá. Seguiremos em luta, cobrando justiça por Alessandra Souza Rios e por todas as vítimas de violência, reivindicando políticas públicas e contribuindo na construção de uma cultura de paz, para que todas as pessoas possam viver com dignidade e respeito. A sociedade não pode se calar. Denuncie! Disque 180”, reforçou a parlamentar.

Dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública de 2021 apontaram que 81,5% dos assassinatos de mulheres foram cometidos por companheiros ou ex-companheiros, enquanto 8,3% das mulheres foram mortas por outros parentes. Na avaliação da parlamentar, a violência contra a mulher representa uma das piores formas de violação dos direitos humanos, mas essas práticas criminosas continuam fazendo vítimas, principalmente pela insuficiência da aplicação das medidas previstas na Lei Maria da Penha e pela impunidade. “Precisamos de ações efetivas para o enfrentamento a essa situação e para a desconstrução dessa cultura patriarcal que promove relações tóxicas e opressoras”, afirmou a 4ª secretária da Assembleia da Bahia. A deputada Neusa é autora de diversas proposições que têm como objetivo garantir apoio às mulheres em situação de violência doméstica, combater e prevenir esse tipo de crime.




Compartilhar: