Quarta-feira , 08 de Dezembro de 2021

MÍDIA CENTER

Barra do Mendes festeja 47 anos

Publicado em: 18/08/2005 09:56
Editoria: Diário Oficial

Heraldo Rocha parabeniza cada um dos habitantes da cidade, especialmente seus líderes
Foto: null

Os 47 anos de emancipação de Barra do Mendes, município da microrregião de Irecê, foram comemorados na Assembléia Legislativa pelo deputado Heraldo Rocha (PFL), um dos representantes no parlamento daquela região, através de moção de congratulações que protocolou na Secretaria Geral da Mesa da Casa. Parabenizando cada um dos habitantes da cidade, destaque para os líderes da comunidade ? o prefeito Manoel Gabriel dos Santos, a vice-prefeita Maria do Rosário de Fátima Tosta e todos os integrantes da Câmara Municipal ? ele fez um bem circunstanciado histórico do município desde sua origem no século XVI.

Os primeiros habitantes da área onde está localizado o município, explica Heraldo Rocha, foram os índios Tapuias, que tinham aldeias às margens do Rio Vereda do Jacaré, ocorrendo a primeira entrada no local a partir da concessão de sesmarias ao Conde da Ponte, pelo rei de Portugal. Os povoados surgiram a partir das tabas dos Tapuias, ganhando impulso a história de Barra do Mendes em 1818, quando um fidalgo português, o capitão Felipe Mendes de Vasconcelos, comprou de Felipe Alves Ferreira a fazenda Barra. Alguns anos depois, graças ao desbravamento feito por Joaquim Sodré, junto com seus escravos e familiares, na propriedade surgiu o povoado de Barra ? depois Barra do Mendes.

Sodré era oriundo da localidade de Pintadas, que naquela época integrava o território de Brotas de Macaúbas, e de fato foi quem criou o tronco de onde nasceu o município que ganhou o toponômio de Barra do Mendes em decorrência de em sua área acontecer o encontro dos rios Milagres e Marrão, e do sobrenome do dono da fazenda que o originou. A partir do desbravamento, vários chefes de família foram se estabelecendo na região e agindo também como verdadeiros pioneiros e desbravadores, completou o deputado do PFL.

Para Heraldo Rocha, outro momento importante da história da cidade aconteceu em 1917, quando a sua população já era de cerca de 600 pessoas e o comércio florescia, levando o coronel Militão Coelho a pedir ao governo da Bahia a criação do município ? desmembrado de Brotas de Macaúbas por força da Lei estadual de número 1.203, de 21 de julho daquele ano. Três anos depois, continuou o parlamentar, outra lei extinguiu a sua elevação política por força do "Acordo de Lençóis", acontecendo a restauração apenas em 1958, através de lei firmada pelo então governador Antonio Balbino, a de número 1.034.

PARCERIA

O pefelista informa ainda que Barra do Mendes está localizado na região noroeste da Bahia, a 534 quilômetros de Salvador, possuindo pelos dados do último censo pouco mais de 17 mil habitantes. A cidade faz parte da "zona fisiográfica da Chapada Diamantina Setentrional e da microrregião de Irecê, possuindo relevo acidentado, pois cadeias e serras constituem cerca de 70% de seu território". Ele destaca as serras Pelada e da Chapada Velha.

Barra do Mendes tem a sua vocação econômica sempre ligada à atividade agropecuária, explica o parlamentar, que ressalta a existência de terras férteis em seu território, o que possibilita abundante "produção agrícola". Ele considera que o município passa por um momento positivo em relação a seu desenvolvimento, elogiando a parceria político-administrativa firmada pela prefeitura local e a administração do governador Paulo Souto, frisando a destacada atuação de Aníbal Campos Oliveira, prefeito em duas gestões, "que em suas passagens pela prefeitura em muito contribuiu para a melhoria das condições de vida da população e para o desenvolvimento municipal".

Nessa linha também louvou a ação administrativa do ex-prefeito José Carlos Sodré e o empenho de homens públicos como os senadores Antonio Carlos Magalhães e César Borges e o governador Paulo Souto, que a partir de 1991, em suas passagens pela chefia do Executivo, ajudaram Barra do Mendes, contribuindo para a diversificação e dinamização de sua economia. Os resultados, assegura ele, são visíveis, "haja vista a extraordinária melhoria na qualidade de vida da população". Ele encerrou parabenizando mais uma vez a população hospitaleira e trabalhadora do município.



Compartilhar: